• Acesse também nossa loja no MercadoLivre
  • Frete grátis acima de R$300

Ginkgo biloba

Ginkgo biloba

Ginkgo biloba (da família Ginkgoaceae ) é uma planta medicinal tradicional da chinesa , a mesma é comumente chamada de 'Maidenhair tree' há também outra nomenclatura dada a planta, a mesma é a de "fóssil vivo". Alega-se (com poucas evidências) que monges budistas que preservam árvores de ginkgo biloba em seus jardins foi a razão das mesmas não terem sido extintas.

Atualmente, o ginkgo biloba é um dos 10 suplementos alimentares mais populares do mundo ocidentale, enquanto na medicina tradicional chinesa, os frutos e sementes foram usados ​​pela primeira vez em 1505 AC. É ainda considerado um fitofarmacêutico (semelhante ao Boswellia serrata ), pois possui status de medicamento em alguns países como a Alemanha.

 

O ginkgo é um inibidor do receptor do fator de ativação plaquetária (PAF), que é um mecanismo subjacente a seus efeitos antitrombicos e melhorias na circulação. Curiosamente, o PAF também é um neuromodulador que melhora a liberação pré-sináptica de glutamato e auxilia na potencialização a longo prazo (LTP), embora em situações em que haja dano neuronal possa exacerbar o dano (glutamato e citotoxicidade inflamatória).

Observou-se que o ginkgo reduz o aumento do PAF observado na hipóxia quando administrado a ratos.

Dose

Gingko biloba pode ser suplementado para melhora cognitiva ou para aliviar o declínio cognitivo.

Para aprimoramento cognitivo, tome 120-240mg, uma a quatro horas antes de realizar uma tarefa ao qual exija um esforço mental maior. Para aliviar o declínio cognitivo em adultos e velhos, recomenda-se o uso de 40-120mg, três vezes ao dia.

A forma de suplemento de Gingko biloba também é chamada de extrato de EGb-761. Deve ser um extrato concentrado.

Gingko biloba deve ser tomado com as refeições.